A Takeda e a oncologia

«Cancro» é um termo genérico que designa um amplo grupo de doenças que podem afetar qualquer parte do organismo; também se fala de «tumores malignos» ou de «neoplasias malignas». Uma característica do cancro é a rápida multiplicação de células anormais que se estendem para além dos seus limites habituais e que podem invadir áreas adjacentes ou até propagar-se a outros orgãos. Este processo é conhecido como metastização. As metástases são a principal causa de morte por cancro.
O cancro é a principal causa de morte à escala mundial. São-lhe atribuídas 7,6 milhões de mortes (aproximadamente 13% do total) ocorridas em todo o mundo em 2008 (www.who.int).
Apesar de cada dia se avançar um pouco mais, há ainda um longo caminho para percorrer até conhecer em profundidade o cancro e as suas causas. Estão a ser realizadas investigações em centros médicos e em institutos de investigação a nível mundial sobre as causas, a prevenção e o tratamento oncológico. Graças às novas terapias, são cada vez mais as vezes em que se pode curar o cancro.
A Takeda contribui para estes avanços como companhia investigadora em oncologia, desenvolvendo novas moléculas altamente inovadoras e com um grande potencial anti-tumoral.

Alvos terapêuticos chave

O processo de criação de um novo fármaco começa com a identificação de uma proteína-alvo relacionada com uma determinada patologia humana. Estas proteínas desempenham um papel fundamental no desenvolvimento da doença, e denominam-se "alvos". Conseguir que um composto químico ou um anticorpo tenha afinidade para estas proteínas é uma característica imprescindível para poder considerar esse composto como candidato, e iniciar o processo daquilo que se denomina "desenvolvimento clínico". A Takeda está a desenvolver e a investigar de forma contínua novos alvos, relacionados com diversas áreas terapêuticas.

Algumas das vias ou proteínas alvo sobre as quais a Takeda está a investigar são:

  • Inibidores do proteassoma de segunda geração
  • Inibidores de VEGFR, PDGFR.
  • Inibidores da "aurora quinase" A
  • Inibidores de MEK, HER2, EGFR, TORC1/C2, PI3K
  • Imunomoduladores

 

São muitas as áreas dentro deste grupo de doenças nas quais a Takeda trabalha.