Ativar Acessibilidade Ativar Acessibilidade

Parece alergia, mas não é. Saiba quais são as doenças desconhecidas que podem confundir o diagnóstico médico

14 de maio de 2019

São Paulo, 14 de maio de 2019 – Na medicina, por mais simples que seja o diagnóstico, é prudente e essencial que o profissional responsável pela avaliação leve em consideração o rastreio dos sintomas e o histórico de saúde do paciente. Acontece que nem sempre os próprios médicos estão familiarizados com os sintomas de determinadas condições de saúde e de doenças consideradas raras.

Nessas situações, o conhecimento abrangente dessas doenças e seus sintomas pode ser determinante para a conclusão do diagnóstico correto e, em alguns casos, pode salvar vidas.

Conheça a seguir algumas das doenças que, por serem desconhecidas, podem ser confundidas com simples alergias no momento do diagnóstico:


Angioedema Hereditário

Por seus sintomas mais visíveis envolverem inchaços em diversas regiões do corpo, como boca, abdome, mãos e pés ou articulações, é muito comum que o Angioedema Hereditário seja encarado como uma alergia, com a indicação de corticoides e antialérgicos para o tratamento. Mesmo assim, o quadro clínico normalmente persiste. É que essas medicações não surtem efeito, uma vez que a doença é ocasionada pela falta de uma proteína no organismo do paciente. O chamado inibidor de C1-esterase ausente faz com que o sistema inflamatório do portador libere no sangue, descontroladamente, uma substância chamada bradicinina, responsável pelos edemas. Outro sintoma da doença é a dor intensa, principalmente quando o edema é abdominal. Nesse caso, o Angioedema Hereditário se confunde também com apendicite, por exemplo. A doença é considerada rara, por atingir cerca de 1 em cada 50.000 pessoas e o tratamento varia de acordo com o quadro de cada paciente.


Eritema Infeccioso

Doença típica da infância, é caracterizada pelo aparecimento de manchas avermelhadas na pele do rosto, tronco e membros, causadas pelo parvovírus B19. A transmissão ocorre a partir do contato com secreções respiratórias de pessoas com a doença, pelo sangue contaminado sob exposição da pele ou da mãe para o filho, durante a gravidez. Além da vermelhidão, coceira e febre são os sintomas que fazem com que o Eritema Infeccioso seja inicialmente tratado como uma alergia. Apesar disso, a virose é considerada benigna e de grau leve, com curta duração, portanto, não há motivo para grande preocupação.


Psoríase

Com sintomas que incluem manchas avermelhadas, coceira e descamação da pele, a psoríase é uma doença crônica, que não tem cura. A condição pode ocasionar lesões na pele em várias regiões pelo corpo, como couro cabeludo, braços e pernas, tronco e até na área genital, unhas e boca. Quando isso acontece, a pele fica seca e com rachaduras e pode, inclusive, sangrar, além de gerar uma série de dores. Em muitos casos a psoríase se confunde com alergias, urticárias e até micose e, a partir da automedicação, o paciente acaba agravando o problema. 

Em todos esses casos, é importante e imprescindível a procura por um profissional de saúde, que poderá diagnosticar e indicar o melhor tipo de tratamento ao paciente. A Dra. Solange Valle, Presidente do GEBRAEH (Grupo de Estudos Brasileiro de Angioedema Hereditário), faz o alerta: “Dentre todos esses problemas, o Angioedema é o que mais confunde, pois o edema (inchaço) é parecido com o que ocorre nos processos associados a urticária. O médico tem que estar atento para fazer o diagnóstico diferencial. Além disso, fazer uma avaliação bem detalhada, considerando a história clínica do paciente é fundamental.”, comenta. 

A médica cita ainda a concentração de especialistas apenas nas regiões sul e sudeste do país, o que compromete o diagnóstico e acompanhamento desses pacientes. “Diversos médicos no Brasil estão capacitados para identificar o AEH, porém o alcance ainda é pequeno, já que a maioria desses profissionais está sempre nas mesmas regiões.”, completa a especialista.

 

16 de Maio - Dia Mundial de Conscientização do Angioedema Hereditário

O dia 16 de maio é um marco global para a conscientização sobre o Angioedema Hereditário. A data chama atenção das pessoas para a existência do AEH e por ser uma doença que apresenta sintomas que podem ser facilmente confundidos com outras patologias, essa divulgação não só é determinante como também pode salvar vidas, além de proporcionar a possibilidade de diagnóstico e melhor qualidade de vida aos pacientes. 

Para saber mais sobre o Angioedema Hereditário e outras doenças raras, acesse:
https://www.shire.com.br/patients/therapeutic-areas


Sobre a Takeda Pharmaceutical Company Limited

A Takeda Pharmaceutical Company Limited (TSE:4502) (NYSE:TAK) é uma empresa global baseada em valores e orientada por Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Líder biofarmacêutica, a empresa tem sede no Japão e seu compromisso é trazer uma Saúde Melhor e um Futuro Mais Brilhante para pacientes do mundo inteiro, traduzindo ciência em medicamentos altamente inovadores. A Takeda concentra seus esforços de P&D em quatro áreas terapêuticas: Oncologia, Gastroenterologia, Neurociências e Doenças Raras. Também fazemos investimentos de P&D específicos em Terapias Derivadas de Plasma e Vacinas. Nosso objetivo é desenvolver medicamentos altamente inovadores que fazem a diferença na vida das pessoas, avançando na fronteira de novas opções de tratamento: aproveitamos nosso sistema colaborativo de Pesquisa e Desenvolvimento para criar um pipeline robusto e diversificado para diferentes modalidades. Nossos funcionários também abraçam o compromisso de melhorar a qualidade de vida dos pacientes, trabalhando com nossos parceiros na área da saúde em aproximadamente 80 países e regiões. Para outras informações, visite https://www.takeda.com

 

Referências

1. Agostoni A et al. J Allergy Clin Immunol 2004; 114(3): S51-131.
2. Bork, K, et al.The American Journal of Medicine (2006), 119, 267-274.
3. Bowen T et al. Ann Allergy Astma Immunol 2008; 100 (Suppl 2): S3-40
4. Gompels MM et al. Clin Exp Immunol 2005; 139: 379-394.
5. Bork K et al. Am J Gastroenterol 2006; 101: 619-627.
6. ASBAI. Você já ouviu falar em angioedema hereditário?. Disponível em: http://www.asbai.org.br/secao.asp?s=81&id=1294
7. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Psoríase. Disponível em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/psoriase/18/
8. Quinta doença. Centros dos EUA para o Controle e Prevenção de Doenças. Disponível em: https://www.cdc.gov/parvovirusB19/fifth-disease.html

 

Material destinado à imprensa.
C-ANPROM/BR//1356 Mar19