Ativar Acessibilidade Ativar Acessibilidade

Mais frequente na terceira idade, o mieloma múltiplo apresenta sintomas que devem ser vistos com atenção

10 de agosto de 2017
  • De acordo com a International Myeloma Foundation (IMF), a doença atinge predominantemente homens entre os 60 e 65 anos, em particular, afro-americanos1

São Paulo, setembro de 2017 – O mieloma múltiplo é um tipo de câncer raro no sangue, que se dá pelo crescimento excessivo de uma célula chamada plasmócito, responsável pela produção de anticorpos. Atinge predominantemente a população da terceira idade1
e os sintomas podem ser interpretados como complicações similares ao avanço da idade. Portanto, é importante que haja maior conscientização sobre a doença, em especial para aqueles que tenham mais contato com idosos, como os familiares, amigos ou cuidadores.

Segundo dados da International Myeloma Foundation (IMF)1, a faixa etária para o aparecimento dos sintomas do mieloma é dos 60 aos 65 anos, sendo que apenas 5% a10% dos pacientes têm menos de 40 anos. Além disso, a incidência é maior em homens e em alguns grupos raciais, como afroamericanos.

Neste dia do idoso, celebrado em 1º de outubro, a Dra. Paula Tanaka, gerente médica da Takeda Oncologia Brasil, indica os principais sintomas e sinais da enfermidade como alerta: dores ósseas, fadiga, anemia, fraturas, aumento de quadros infecciosos e insuficiência renal.

Outro ponto relevante é o processo do diagnóstico, principalmente porque o mieloma múltiplo ainda não tem cura. “É preciso lembrar que, como em todas as doenças, quanto mais cedo a detecção, melhor. Com o mieloma múltiplo, essa necessidade é ainda mais acentuada, já que será determinante para minimizar os impactos na vida do paciente”, explica a especialista. Muitas vezes há demora na procura de um médico e, por isso, conhecer estes sintomas é fundamental.

O tratamento do mieloma múltiplo é multidisciplinare têm como objetivo garantir o maior conforto possível para o convívio com a doença, que é tratada por hematologistas e oncologistas. Entre os profissionais envolvidos, dependendo do caso, são necessário psicólogos, nefrologistas, geriatras e nutricionistas, que irão realizar as avaliações necessárias e orientar as melhores medidas para dar o suporte necessário para o paciente, que, em alguns casos, precisará da assistência contínua de um cuidador. "É muito importante que se tenha um acompanhamento de suporte e unificado para viabilizar medidas que possam aliviar os sintomas gerais do paciente, como a dor, sintomas decorrentes do comprometimento renal e alterações metabólicas”, explica Dra. Paula. 

O diagnóstico precoce continua sendo determinante para preservar a qualidade de vida do paciente. "Neste período da vida, muitas queixas do paciente são atribuídas à terceira idade e é preciso atenção aos sintomas para haver a suspeita da doença, já que o mieloma múltiplo é mais frequente em pacientes idosos", finaliza a médica.

Sobre a Takeda

Sediada em Osaka, Japão, a Takeda é uma companhia farmacêutica global que investe em pesquisa e inovação para comercializar mais de 700 produtos em 70 países, sendo especialmente forte na Ásia, América do Norte, Europa e Mercados Emergentes, incluindo América Latina, Rússia-CIS e China. Fundada há mais de 230 anos, é hoje uma das 15 maiores farmacêuticas do mundo e a número 1 no Japão, graças ao esforço contínuo de seus 31.000 colaboradores em lutar pela melhoria da saúde e um futuro mais brilhante das pessoas em todo o mundo, por meio da liderança na inovação de medicamentos. Com a integração da Millennium Pharmaceuticals e da Nycomed, a Takeda vem se transformando, aumentando sua expertise terapêutica e alcance geográfico.

A Takeda tem duas fábricas instaladas em território nacional - Jaguariúna (SP) e São Jerônimo (RS), contando com quase 2.000 colaboradores. A área de MIPs (medicamentos isentos de prescrição) possuí medicamentos que são líderes no mercado e representam 48% do faturamento da companhia, que tem no portfólio produtos conhecidos como Neosaldina® (analgésico), o remédio para dor de cabeça mais vendido do Brasil3; Eparema/Xantinon® (digestivos), que juntos demandam mais de 90 milhões de reais4; Nebacetin® (antibactericida), a marca preferida pelos brasileiros para ferimentos5, e MultiGrip® (antigripal), o medicamento mais vendido do Brasil para o tratamento dos sintomas da gripe6. Na área de prescrição médica, as principais especialidades atendidas pela Takeda são: gastroenterologia, cardiometabólica e imunologia, além da oncologia, lançada em 2015.

A afiliada no Brasil adquiriu em julho de 2012 o laboratório nacional Multilab - com portfólio focado em MIPs, genéricos e genéricos de marca – com o objetivo de diversificar a carteira de produtos da companhia e aproximar-se ainda mais da nova classe média.
Para mais informações sobre a Takeda, consulte o site: http://www.takedabrasil.com

Contato:

Bruna Almeida– bruna.almeida@bm.com

Giulia Armoni – giulia.armoni@bm.com / Tel: +55 11 30942257

 

Referências

1. International Myeloma Foundation [Internet]. O que é mieloma. [cited 2017 sept 06]. Available from:
http://www.mielomabrasil.org/o_que_e.php
2. Tudo sobre Mieloma Múltiplo -Instituto Oncoguia [cited 2012 sept 20 ]. Available from:
http://www.tudosobreomielomamultiplo.com.br/2012/09/20/a-importancia-do-tratamento-multidisciplinar/
3. IMS Health do Brasil Classe N02b – MAT Mai/16
4. IMS Health do Brasil - MAT Mai/16
5. IMS Health do Brasil Classes D06A0; D08A0 e D04A0 - MAT Mai/16
6. IMS Health do Brasil Classe R05A0- MAT Mai/16

 

BR/IXA/1709/0047 Setembro/ 2017
Material destinado para o público geral e imprensa.
Em caso de dúvidas ligue gratuitamente - SAC: 0800 771 0345