Ativar Acessibilidade Ativar Acessibilidade

Cuidadores exercem papel importante no tratamento do mieloma múltiplo

8 de novembro de 2017
  • Doença tem predominância em homens de 60 a 651 anos e afeta diretamente a qualidade de vida do paciente, podendo levar a quadros debilitantes

São Paulo, novembro de 2017 - O diagnóstico de câncer chama atenção em qualquer circunstância. Especialmente em casos em que a doença não tem cura, como o mieloma múltiplo, - segundo tipo de câncer de sangue mais frequente no mundo2 - a convivência com as consequências pode ser impactante. Nesse sentido, é importante que a qualidade de vida seja preservada e os cuidadores são importantes aliados para a manutenção do tratamento e para que os pacientes se sintam seguros e confiantes.

No caso do mieloma múltiplo, que traz debilidades com o passar dos anos, o papel do cuidador é ainda mais importante. Este é um câncer da medula óssea e tem incidência maior em homens com mais de 60 anos, podendo atingir também mulheres e homens de faixas etárias mais jovens1. Os sintomas podem ser similares os sinais do avanço da idade, o que pode levar a um diagnóstico tardio da doença.

No caso do mieloma múltiplo, que traz debilidades com o passar dos anos, o papel do cuidador é ainda mais importante. Este é um câncer da medula óssea e tem incidência maior em homens com mais de 60 anos, podendo atingir também mulheres e homens de faixas etárias mais jovens1. Os sintomas podem ser similares os sinais do avanço da idade, o que pode levar a um diagnóstico tardio da doença.

Em pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE) com 200 pacientes de mieloma no Brasil, 53% dos indivíduos diagnosticados relataram uma mudança na rotina após o tratamento3.

O mieloma múltiplo é uma das doenças que mais afeta a qualidade de vida do indivíduo4. De acordo com a Dra. Paula Tanaka, gerente médica da área de oncologia da Takeda, “por conta da fragilidade desse paciente, o cuidador é uma peça-chave para auxílio ao tratamento. A pessoa que acompanha o paciente vai ajudá-lo no caminho, que pode ser muitas vezes mais longo, comprometendo a qualidade de vida, além de estar presente para fornecer suporte e amparo”, explica a Dra. Paula.

Ainda de acordo com a especialista, a presença de um cuidador se torna muito importante no auxílio ao manejo com os medicamentos, acompanhamento nas consultas médicas e no apoio psicológico para a aceitação da doença.

Entre as diversas possibilidades que um cuidador passa a oferecer para um paciente com mieloma múltiplo, a garantia que a jornada de tratamento, que pode ser bastante longa, não está sendo feita sozinha. “Para o paciente, saber que ele não está sozinho é muito importante. Muitas vezes, o cuidador pode ser uma pessoa da família com um envolvimento ainda maior por acompanhar o paciente desde o diagnóstico da doença”, finaliza a especialista.


Sobre a Takeda

Sediada em Osaka, Japão, a Takeda é uma companhia farmacêutica global que investe em pesquisa e inovação para comercializar mais de 700 produtos em 70 países, sendo especialmente forte na Ásia, América do Norte, Europa e Mercados Emergentes, incluindo América Latina, Rússia-CIS e China. Fundada há mais de 230 anos, é hoje uma das 15 maiores farmacêuticas do mundo e a número 1 no Japão, graças ao esforço contínuo de seus 31.000 colaboradores em lutar pela melhoria da saúde e um futuro mais brilhante das pessoas em todo o mundo, por meio da liderança na inovação de medicamentos. Com a integração da Millennium Pharmaceuticals e da Nycomed, a Takeda vem se transformando, aumentando sua expertise terapêutica e alcance geográfico.

A Takeda tem duas fábricas instaladas em território nacional - Jaguariúna (SP) e São Jerônimo (RS), contando com quase 2.000 colaboradores. A área de MIPs (medicamentos isentos de prescrição) possuí medicamentos que são líderes no mercado e representam 48% do faturamento da companhia, que tem no portfólio produtos conhecidos como Neosaldina® (analgésico), o remédio para dor de cabeça mais vendido do Brasil5;Eparema/Xantinon® (digestivos), que juntos demandam mais de 90 milhões de reais6; Nebacetin® (antibactericida), a marca preferida pelos brasileiros para ferimentos7, e MultiGrip® (antigripal), o medicamento mais vendido do Brasil para o tratamento dos sintomas da gripe8. Na área de prescrição médica, as principais especialidades atendidas pela Takeda são: gastroenterologia, cardiometabólica e imunologia, além da oncologia, lançada em 2015.

A afiliada no Brasil adquiriu em julho de 2012 o laboratório nacional Multilab - com portfólio focado em MIPs, genéricos e genéricos de marca – com o objetivo de diversificar a carteira de produtos da companhia e aproximar-se ainda mais da nova classe média.
Para mais informações sobre a Takeda, consulte o site: http://www.takedabrasil.com


Contatos:

Bruna Almeida– bruna.almeida@bm.com

Luccas Sanches – luccas.sanches@bm.com

Giulia Armoni – giulia.armoni@bm.com

Tel: +55 11 30942257


Referências

1. International Myeloma Foundation Latin America [Internet] 2017. [cited 2017 feb 22]. Available from: http://www.mielomabrasil.org/faq.php
2. International Myeloma Foundation Latin America [Internet] 2017 [cited 2017] Available from: http://www.mielomabrasil.org/conteudo_detalhes.php?conteudo=noticias&id_conteudo=604&busca=segundo
3. Observatório de Oncologia. Os Desafios do Mieloma Múltiplo no Brasil. Disponível online em: https://observatoriodeoncologia.com.br/os-desafios-do-mieloma-multiplo-no-brasil/
4. Johnsen AT, et al. Health related quality of life in a nationally representative sample of haematological patients. European Journal of Haematology. 2009;83(2):139-48. Available from: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1600-0609.2009.01250.x/epdf
5. IMS Health do Brasil Classe N02b – MAT Mai/16
6. IMS Health do Brasil - MAT Mai/16
7. IMS Health do Brasil Classes D06A0; D08A0 e D04A0 - MAT Mai/16
8. IMS Health do Brasil Classe R05A0- MAT Mai/16 7

 

Dezembro/2017 BR/IXA/1712/0080
Material destinado para o público geral e imprensa.
Em caso de dúvidas ligue gratuitamente - SAC: 0800 771 0345